Robotização, disrupção e o futuro do Middle Market

Do mesmo modo que na vida, no meio empresarial há dois tipos principais de profissionais: aqueles que abraçam as mudanças, se adaptam a elas e aprendem a trabalhar em conjunto com o novo, e aqueles que preferem resistir as naturais transformações do mercado e se apegam até o último momento a processos que, com a evolução da tecnologia, se mostram menos eficientes do que poderiam ser.

No cenário atual de constante inovação disruptiva, tal quadro é especialmente visível e merece uma análise cuidadosa. A grande verdade é que questões como a robotização e a automatização de processos fazem parte de uma rota que só tende a se desenvolver.

Em outras palavras: o caminho da inovação é contínuo, ininterrupto. Diante desta premissa, qual deve ser a postura do mercado, de empreendedores e de profissionais interessados em ter sucesso neste novo ambiente de negócios?

Vale aqui, antes, fazer uma observação: tarefas rotineiras e excessivamente operacionais são passíveis de automatização e a tendência é que elas sejam, de fato, automatizadas em escala global. A automação melhora a agilidade de processos, elimina ou reduz os erros operacionais e a necessidade de retrabalho, além de cortar custos das companhias – valores estes que podem ser investidos, inclusive, no desenvolvimento de trabalhadores mais antenados com o universo da inovação. Ademais, neste contexto, bons profissionais podem direcionar seus esforços e conhecimentos em ações mais criativas e estratégicas.

Design sem nome (14)

 

A pergunta que fica é: haverá ou não maior resistência do mercado referentes aos processos conduzidos por estruturas robotizadas? Em uma resposta com visão bastante particular, acredito que tudo depende da forma como conduziremos a transformação digital nos próximos anos, tanto nós, gestores, quanto os profissionais de modo geral.

Se buscarmos, desde já, a compreensão de que a inovação é um caminho sem volta e que podemos utilizá-la ao nosso favor, teremos uma rota com menores de turbulências durante o processo de adaptação das companhias.

Por outro lado, se não participarmos como protagonistas da transformação digital, deixaremos de contribuir com o desenvolvimento de nossas equipes e com a criação de estratégias para explorar o máximo do potencial humano e da união entre colaboradores e máquinas.

Falando especificamente de Middle Market, há algumas indicações que me parecem muito positivas. Pesquisas recentes demonstram, por exemplo, que os líderes deste mercado (representado por empresas que faturam entre US$ 1 milhão a US$ 3 bilhões anuais) acreditam que fatores como a robotização não terão um impacto excessivo na queda da empregabilidade e atuarão, muito mais, como complementos ao trabalho humano, do que, propriamente, como substituta de grandes contingentes de profissionais.

É natural que seja necessário aguardar mais tempo para uma análise real do comportamento futuro de gestores e trabalhadores inseridos neste turbilhão de transformações que ainda irão se consolidar. De todo modo, enquanto agentes da mudança, é nosso papel conduzir nossos colaboradores e empresas para um processo de adaptação ao cenário disruptivo sem que haja maiores dificuldades ou traumas.

Tecnologia e capital humano, aliás, fazem parte do topo de prioridades de empresas do Middle Market. A inovação, é importante observar, é utilizada, também, para reter os maiores talentos de uma organização. Tal ponto serve para reafirmar a ideia de que, profissionais criativos, que entendem o novo momento da economia, mas que sabem de seu valor para um negócio, dificilmente ficarão fora do mercado.

Com tudo isso, o que se espera é que haja a união entre tecnologia e fator humano; robotização, automação e trabalho criativo; além de maior produtividade e redução de custos combinados com investimentos organizacionais e em capital humano.

Por fim, se a inovação não é um caminho que retrocede (e isso é excelente!), cabe a nós, trabalhar para nossa própria evolução.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s